1 de dezembro de 2010

1 de Dezembro de 1640

4 comentários:

Anónimo disse...

Bonito pá !
JNAS

Anónimo disse...

Isto, como facilmente se depreende, pouco ou nada tem a ver com o PPM, nem com o desmiolo dos seus dirigentes.

Cãotribuinte disse...

Mais um feriado que já não se justifica.

Tal como a aberração do 5 de Outubro republicano ninguém já celebra este anacrónico feriado.

Portugal já não é independente.

É um protectorado de Frankfurt e de Bruxelas.

Durante estas últimas décadas as «élites», ou melhor as pseudo-elites politicas, económicas e culturais, que nos tem «governado» ou «dirigido» abdicaram por completo do país e venderam-no aos estrangeiros.

Já ninguém se lembra do «Tratado de Lisboa» onde foi outorgada a capitulação de Portugal como Estado-Nação?

Já ninguém se lembra que a actual maioria, em consonância com o actual PR, abdicaram dum referendo sobre o Tratado de Lisboa?

Se querem ser «coerentes» com a letra do Tratado e com as actuais condições instituicionais, então que suprimem este feriado e aproveitem o dia para trabalhar e deixem-se de «fitas»...

Ainda estou para perceber por que é que se vota para presidente «desta» republiqueta...

José disse...

Ouro sobre Azul ! Lindíssimo !

Arquivo do blogue