30 de janeiro de 2004

E se fosses?

E se fosses Madeirense?
Emigrava de uma vez por todas.

Se Eu fosse!...

Se Eu fosse de Felgueiras era ultra-direita
Se Eu fosse do Marco de Canavezes era comunista

leituras

Boas leituras estas do meu conterrâneo Bernardo Rodrigues no Desejo Casar

Não.Obrigado

"Cavaco Silva é o meu candidato"- Manuel Monteiro, lider não sei de quê.
E será que o Prof. Cavaco quer o apoio de Monteiro?

Será?

Ainda temos Ministra da Justiça?

dicionário

E ele são gralhas e ele são erros e ele são palavras que ficam por escrever.
Quando releio os "posts" fico pior do que uma barata. Perdoem-me os leitores mas não perco este vício de debitar no teclado directamente para o Blogger.
É asim com tudo, puramente puro.

29 de janeiro de 2004

Problema geracional

Eles podiam ser de gerações diferentes e isso talvez ajudasse. Mas não. Eles são da mesma Geração de politicos Regionais. Resta-nos a esperança de ver caras novas.

Coligação espúria? Assalto ao poder?

Este Nuno com Unha Suja só pode ser o Mendes. Só ele se recorda dessa promessa que fiz lá por volta de 1998, sensivelmente a meio da legislatura em que fui deputado do CDS/Partido Popular. Fiz a promessa, diante do então líder do PSD Dr. Carlos Costa Neves e mantenho-a.
Mas meu caro, bem sabes que o PSD e o Dr. Victor Cruz escolhem as pessoas com quem querem trabalhar, Se VC não viu, até agoiro, qualquer mais valia na minha colaboração, não serei Eu a pôr-me em bicos de pés, não tenho jeito para pontas, isto fica mais para “Carrilho & Ciª”, na esquerda é que há muito esta moda de se mostrarem disponíveis para serem isto ou aquilo. Devo dizer que não vejo mal nisso, as pessoas têm que acreditar em si próprias para poderem convencer os outros de que são capazes.
É certo que a coisa agora fica mais fácil. Na minha opinião, esta coligação, a concretizar-se, não terá nada de contra natura, de espúria ou de assalto ao poder. Aliás, tu que és de boa memória, saberás elucidar estes mais distraídos sobre que eu fiz para impedir o assalto ao poder por parte de Costa Neves e Alvarino Pinheiro a quando da quebra do acordo de incidência parlamentar, este sim espúrio, que existia entre PS e CDS/PP. Passei a Deputado Independente, enfraquecendo a posição Parlamentar do CDS/PP e impossibilitando assim, a criação de uma maioria parlamentar que não reflectia a maioria dos votos dos Açorianos. Ia-me custando um processo disciplinar e a expulsão do CDS/Partido Popular.
Um último esclarecimento. Embora esteja no passivo, nunca deixo de ser um político, orgulho-me bastante de ter sido no activo e encaro a política e o poder com um serviço. Como sou um Homem de convicções e tenho algumas ideias do que deve ser Portugal e os Açores, não vejo mal nenhum em querer ter poder para as pôr em prática.

Coligação PSD/PP ???????

A Unha suja do Nuno e os rochedos do Pedro, teceram algumas considerações sobre a conjuntura politica regional, nomeadamente a possível coligação PSD/PP que, me merecem algumas considerações, emotivas mas também requerem alguma ponderação.
Para já, emotivamente vos digo: Esta coligação não me indigna nada. Mesmo com as pessoas e os nomes que vocês apresentam como menos valias ou mais valias. Eu recuso-me a “folanizar” este tipo de decisões políticas. Nestas coisas o que menos interessa são as pessoas que encabeçam os projectos, vale muito mais o movimento que se pode criar à volta de uma solução desta natureza. Há, posso garantir, muita gente válida no PSD e no PP. Alguns estão até a colaborar com o PS. Mas se querem “pessoalizar” a coisa porque não falam de figuras do Partido Socialista que não trazem qualquer mais valia à Região e que estão a ocupar lugares de decisão importantíssimos?
Ponderadamente, dir-vos-ei mais tarde o que penso.

freedom

O Pirata chegou primeiro. É,de facto, um "prazer nãocumprir um dever". Hoje não vou cumprir o dever de "postar". Pela manhã!!, bem se sabe que de tarde cá estarei. Quando não, começo a tremer e a ressacar.

27 de janeiro de 2004

Aborto. Despenalização ou nem por isso!!

Vim aqui. Perguntarão alguns de vocês. Então o que é que um reaccionário quase fascista como tu vai fazer ao Barnabé? Vou ler as coisas que eles (canhotos) dizem. Afinal eu sou um democrata. Vim aqui e li o post sobre a entrega da petição sobre a despenalização do aborto. Sou de direita, sempre o fui, sempre tive algumas simpatias pelas grandes figuras da direita portuguesa, hoje parecem-me comunistas. Mas enfim.
Só não consigo entender esta falta de inteligência, tolerância, racionalidade, objectividade, pragmatismo que esta nova direita denota com o tratamento que dá ao caso da interrupção voluntária da gravidez. Eu sou a favor da despenalização. E pronto!!

defenitivamente Blogaólico

Eu queria fazer uma pausa na blogosfera para ganhar dinheiro para pagar as contas. Mas não consigo, vou mas é deixar de comer e de dormir para blogar e sobrar tempo para trabalhar.
Se pudesse só lia e escrevia mais nada.

sem pudor

A morte choca qualquer um. A morte de um jovem de 24 anos depois de um belíssimo sorriso, choca até o mais insensível dos seres.
A morte em directo, especulada, prenhe de comentários despropositados, carpideiras, fazedores e “desfazedores” de opiniões despropositadas, e desorientadas, médicos, médicos de bancada, jornalistas, aprendizes de jornalistas e todo o mais que nos foi mostrado desde Domingo àquela fatídica hora é mau. É muito mau. É do terceiro mundo, é insensível, é desrespeitador.
De tanto querer respeitar Miki o nosso País acabou por prestar um péssimo tributo ao atleta e a si próprio.
Este é um país de despudores e de falsos pudores.

País cinzentão

Portugal é um país cinzento, soturno, fúnebre até. Só se é respeitado neste país se se usar um fato cinzento Modalfa, com gravata cor de vinho (ou devo dizer bordaux) Zara. Os fatos são maus a gravatas péssimas o tipos são mal feitos. Mas lá vão eles de óculos de sol Sun Planet pendurados nos “cornos”, muitas vezes “esbragalados “, porque ninguém lhes ensinou que o fatinho é para se manter com os botões nas casas até se sentarem. Ninguém lhes disse que usar fato e Gravata também tem regras. Não. Para eles, para estes novos diletantes as regras,são o menos importante , importa é parecer que se é importante. O pior é que são mesmo.
Não interessa se chegam a casa e esboçam sorrisos e riem e dão até gargalhadas com as piadas do Fernando Rocha ou com as baboseiras do Herman José. Nãom importa se até conseguem esboçar meia duzia de graçolas com piada sobre o programa de televisão que a familia está a assistir. Mas na Rua, no escritório, nos corredores da Assembleia, no café importa manter aquele ar cinzento de quem não acha piada a nada, de quem não ri, de quem não chora.
Neste país bafejado pelos Deuses com Cor Luz, Sol e Luar, não faz sentido ser cinzento.

26 de janeiro de 2004

Bem sei.Bem sei. Obrigações e obrigações

Devia não era? Devia pensar mais nos meus leitores, assidúos, dedicados.
Mas não posso, tenho contas para pagar e o patrão da Blogosfera não me paga o ordenado desde 25 de Junho. Porra este gajo é um louco. E eu mais louco ainda que ando aqui a trabalhar há mais de seis meses sem ganhar "tusto".
Volto em breve prometo. E comigo, já sabem, promessas são promessas.

25 de janeiro de 2004

foi eleita e pronto....

Só neste Portugal, perdido de valores, de princípios e de convicções é possível ver a Televisão pública gastar dinheiro e tempo com a Srª do Saco azul de Felgueiras.
Só neste Portugal, perdido de valores, de princípios e de convicções é possível que um Presidente de câmara indiciado por vários crimes ocorridos na gestão da coisa pública não perca o mandato. Em nome do poder popular, porque tem mandato ratificado por sufrágio secreto e universal. E não foi assim que todos os ditadores chegaram ao poder.

24 de janeiro de 2004

22 de janeiro de 2004

ANTERO EM VILA FRANCA DE XIRA

Eu ia à procura de Antero, o Santo Antero do Eça de Queiroz, O Antero que “resumiu com desusado brilho o tipo do académico revolucionário e racionalista”. Busquei no sapo e encontrei a Escola Secundária Antero de Quental-Vila Franca de Xira. Me espantei. De corrida fui ver a que cargas de água o meu Antero tinha feito o milagre de batizar uma Escola no Ribatejo. Onde Eu pensava que as escolas se chamavam todas, Soeiro ou Afonso ou outras vermelhidões “Abrilistas” do Sec. XX, nunca o meu Antero Socialista, polemista da Geração de 70. E eis senão quando o “avisto na sua pompa e aérea formosura” o Palácio de Fonte Bela Há um engano, o link é para o site da minha escola m,as indica que ela fica em Vila Franca de Xira. Vão ao sapo, escrevam Antero e logo cliquem em pesquisar. O resultado é do melhor.
1º A página do Centro de Estudos Anterianos desapareceu;
A Escola Secundária Antero de Quental é em Vila franca de Xira e está classificada entre as Escolas Secundárias de Lisboa.
É por coisas assim que sou crítico quando leio seja o que for vindo de onde venha, nunca se sabe se se acredita ou não.

As comparações que não se devem fazer

Não raras vezes lemos nos jornais ou ouvimos nas rádios e televisões, políticos, comentadores, jornalistas e afins cairem na tentação de fazerem comparações entreos níveis de desenvolvimento dos arquipélagos da Madeira e dos Açores.
Hoje um pescador Madeirense dizia-me – Aqui o Governo tem muito que trabalhar para chegar aos calcanhares da Madeira - fiquei absorto, afinal tinha ouvido aquela “sábia” declaração da boca de um emigrante Madeirense imigrante nos Açores. Resisti a dizer-lhe fortes e boas e a perguntar-lhe se aquilo lá é tão bom porque havia ele vindo para cá ganhar o pão de cada dia. No final das contas preciso da mão-de-obra de imigrantes, os de cá é mais vinho de cheiro e Espírito Santo.

21 de janeiro de 2004

3 por cento 3

Os transportes aéreos vão subir 3% nos Açores.
Li e não quis acreditar. Num ano em que o Grupo SATA anuncia um lucro de 3 milhões de euros, em que o Secretário da Economia diz que a economia dos Açores está de saúde. Em que vão aparecer novas soluções para o turismo. A SATA sobe o preço dos bilhetes. Eu seu porque é.

Problemas

1º O lucro que a SATA teve é fictício, assenta na descida do dólar e como os gestores da companhia não sabem se o dólar volta a subir, então toca a subir as tarifas;
2º- Falta de concorrência;
3º É preciso dinheiro para fazer campanha eleitoral. Ou seja. Inventar a necessidade de um voo directo entre Madrid e a Ilha Terceira;
4º- Quem paga bilhete, pode pagar o aumento, esqueceram-se que os funcionários que ganham mais de 1000 euros não vão ter aumentos este ano;
5º O maior cliente da SATA é o Gov. Regional dos Açores, e como não custa nada gastar o dinheiro dos outros lá vai.

Soluções
1ª comprar 3milhões de euros em dólares para se houver subida de cotação a moeda já estar comprada
2ª Liberalizar o espaço aéreo;
3ª Não fazer campanha eleitoral utilizando os institutos e as empresas públicas;
4ª Aumentar os funcionários públicos todos em 3% no horário de trabalho;
5ª Fiscalizar o corrupio de doenças súbitas que acorrem em algumas ilhas em datas que dão muito jeito viajar.

20 de janeiro de 2004

Obrigado IOWA

Obrigado Iowa, muito obrigado. E agradecerei a todos os que contribuirem para que John Kerry seja o candidato democrata à presidência dos EUA. Este facto contituirá um enorme avanço no sentido de uma vitória Republicana.

Por um prato de lentilhas

O André é daquelas pessoas com quem dá muito prazer polemizar. Dá prazer fazê-lo à boa maneira do Século XIX. No fim somos todos bons rapazes só discordamos uns dos outros de quando em vez.
Passo ao discurso directo
Caro André, entendeste bem a intenção do Aviz e compreendeste ainda melhor a minha, foi apenas uma tentativa de completar o que o Francisco J. Viegas havia dito, acertei em cheio, por isso replicaste.
Entendo, melhor do que possas pensas, o papel desempenhado pelos assessores. Só não compreendo é o facto de muitos Jornalistas enquanto não são assessores dizem cobras e lagartos dos que são e quando se passam para o outro lado já tudo é normal.
A forma repenicada, disfarçada, cor-de-rosa como as noticias são fabricadas nos gabinetes dos assessores ou ao telefone com os tais colegas que se vendem por um prato de lentilhas é que me preocupa. Os assessores, na sua grande maioria, fabricam noticias, fabricam fantasmas, fabricam opiniões e isto é mau. Para mim é quase tão mau como os serviços informativos da TVI e o 24 Horas. Por isso, quando abrimos os jornais lemos dezenas de noticias que mais tarde vimos a saber que são enormes falsidades.
Numa coisa estou de acordo contigo, “Pior, pior, são aqueles que, permanecendo jornalistas, ao abrigo da objectividade, da imparcialidade e de outras "dades" igualmente meritórias, escrevem sobre o que lhes pedem, da maneira que lhes pedem, em troca de um "fillet mignon au poivre" ou de outra coisa qualquer.”

Problema sim e dos grandes!

Pois é Francisco, aí está um grande problema. Eles são assessores de imprensa dos Ministros, dos Secretários de Estado dos Directores Gerais, dos Directores Regionais, dos Presidentes de Câmara, dos Presidentes dos Institutos Públicos, dos Banqueiros dos grandes e pequenos empresários, de tudo quanto é bicho careta que ache que deve ter um assessor, que pague umas viagenzitas ali e acolá, umas estadas em hotéis de luxo, uns almoços e uns jantares no reaberto Tavares. Enfim, coisas boas, charutos, conhaques, uísques velhos, caviar e outas extravagancias. Bem tudo, menos Jornalismo que é bom isto fica para quem se contenta só com uns trocados.

Post Scriptum: soa tão mal escrever e ler uísque e conhaque em vez de Whisky e Cognac.

ubíquidade

A rádio é ubíqua. Este é o primeiro conceito que aprendemos em Jornalismo quando começamos a falar de rádio. Hoje a Televisão começa a estar cada vez mais disponível em muitos lugares mas a um custo que em nada é próximo do vulgar “Rádio de Pilhas” do negro do Carlos TÊ interpretado por Rui Veloso.

Victor Cruz também é ubíquo senão vejamos está aqui e aqui ao mesmo tempo, embora aqui.

19 de janeiro de 2004

Mais bLogs na Rádio

Amanhã na RDP-Açores pelas 9h30m vai haver conversa sobre Bolgs. Não Faltem vou la estar Eu e o Pedro do Ilhas

eutrofização

O que é que eu vou dizer aos meus netos? Quando me perguntarem: o que aconteceu a esta lagoa?
Direi a culpa foi dos políticos. Não, generalizando estarei a ser Injusto. O Nuninho, que será o meu neto mais atento vai dizer mas tu também não foste politico?
Não, não posso generalizar. A culpa foi mesmo dos Políticos mas só dos do PSD e do PS. Mais dos do PS. Alguns deles chegaram ao poder por andarem a fazer fogueirinhas à volta das lagoas em cruzada pela luta contra a eutrofização. E agora? Agora nada. Nada não que não se pode nadar em cima das algas. Safa
Mas a culpa também é dos ecologistas. Sim dos ecologistas leram bem, dos ecologistas do PS e mais à canhota. Eles, os ecologistas canhotos, estão se borrifando para o ambiente. A luta deles é politica. Agora é mais incineração, mas se as Câmaras fossem na sua maioria do PS (livrai-nos senhor) e o Governo do PSD a luta certamente estaria centrada nas lagoas e que se lixasse a incineração. Cabecinhas incineradas. Se não fosse por causa dos processos crime, até lhes chamava cabecinhas IBM, mas não, são mais cabecinhas de alho chocho. IBM são há um.

Polémica Jornalística RSFF

O André Bradford deixa hoje no seu Não m'acredito, um excelente "post" sobre a polémica instalada entre o Foguetabrase e o IBM. Na verdade, a discusão deve ir muito para além das minhas "graçolas" (mais um menos geniais conforme as opiniões). Nem de propósito o tema está a ser reflectido na "Blogosfera" quer por suspeitos como por insuspeitos pensadores Portugueses. Ao André o meu muito obrigado pelo contributo.
Uma Ordem dos Jornalistas pode ser um interessante mecanismo de auto regulação desde que não descambe em corporativismo cego.

Ordem dos Jornalistas. sim ou não?

“Nestes dias voltou à baila a velha ideia da criação de uma ordem dos jornalistas, que teve o seu auge há mais de 10 anos, até ser inequivocamente "chumbada" num referendo da classe” Vital Moreira em Causa Nossa.
Cada vez mais se justifica a criação de uma “Ordem dos Jornalistas”. Ao contrário do que possa parecer, as “ordens”, tal como as conhecemos, não são organizações dotadas de corporativismo cego, este está totalmente e exclusivamente reservado aos sindicatos. Por outro lado, as “ordens” são instituições que, sendo representativas de uma determinada classe, são também reguladoras da actividade dos seus associados. No caso de prevaricação por parte de Advogados e médicos, quase sempre as respectivas ordens são as primeiras instituições a tomar medidas, só depois entra em acção o poder judicial.
Esta actividade reguladora e fiscalizadora das “ordens” faz sem dúvida falta ao Jornalismo da actualidade. Vejamos os casos de abuso da liberdade de imprensa recentes que lançaram boatos e difamações sobre figuras públicas dos Açores e que afinal não passaram disso mesmo, falsos boatos e calúnias, e autênticos e repetidos atropelos ao código deontológico do Sindicato dos Jornalistas, desconhecendo-se qualquer acção disciplinar a decorrer nas instâncias sindicais competentes
(Conselho da Carteira Profissional dos Jornalistas,
Artigo
Competências
1 - Compete à Comissão da Carteira Profissional do Jornalista, adiante abreviadamente designada por CCPJ, emitir, renovar, suspender e caçar os títulos referidos no artigo anterior, bem como exercer os demais poderes que lhe sejam conferidos por lei.)
Contudo, o mesmo sindicato, em comunicado, admite terem existido violações persistentes ao código acima referido.

18 de janeiro de 2004

O elogio da loucura

Que diria Erasmo de Roterdão destes infelizes aprendizes de qualquer coisa? "nada há de mais vil,servil e idiota, do que a maioria dessa gente, que apesar disso, pretende em toda a parte o primeiro lugar".

Cabecinha IBM à enésima potência

Vejo com agrado que o neurónio solitário do MM encontrou a teoria dos 5W, e acrescentou bem, o H de how.
Lamentavelmente MM, perdendo a razão, tenta a crítica fácil à minha maneira de escrever e aos erros de português e gralhas que continha o meu “post” resposta, e ainda, ameaça com um processo por difamação. Argumentos de quem já perdeu a batalha das palavras. Sem dúvida. Contudo, MM não é obrigado a saber que eu escrevo directamente para o “blogger” e que não sou daqueles “bloguistas” que amadurece os “posts” antes de os colocar “online”. Comigo é sempre directo e para a chapa.
Por isso se explicam gralhas como “regars” em vez de regras ou “neurómio” em vez de neurónio. Quanto a Homo sexuais, fica V.Exiª informado que se pode escrever assim ou como você escreve ou seja, Homossexuais. Da mesma maneira se pode escrever anteontem ou antes de ontem. Ambas a formas são correctas. Tenho que admitir que em português moderno a forma como MM escreve é mais usual. Contudo, eu tenho este vício de forma que herdei do estudo do latim clássico durante dois anos.
Quanto às regras legais, não me assusta, os tribunais foram feitos para Homens não o foram para cães.
Por último, quero referir que não estou de acordo com o seu artigo do DA e continuo a estar em desacordo com a forma como a comunicação social em geral tem criado confusões à volta deste processo. Confusões e boatos que já fizeram cair um membro do Governo e deixou muitas famílias em cuidados. Aqui sim os processos judiciais estão para vir e fazer moça.
Os meus textos, são meus e serão publicados aqui e sempre que me apetecer, esta é a principal diferença entre um “Blog” e um tablóide, a minha escrita não tem regras a minha liberdade é total e só acaba quando começa a liberdade do próximo.
Post scriptum: Será que o Sr. Moniz era capaz de colocar no DA o meu ”post” que deu lugar a toda esta ofensa? Se o for avise porque vou ter que aumentar o volume da minha caixa de correio, porque se com cerca de 200 leitores por dia a minha caixa de correio electrónico foi abarrotada de elogios nem quero imaginar o que acontecer se o “post” for amplamente divulgado na imprensa Regional. Vai ser um ainda maior corrupio de adjectivos como: genial, fenomenal, incrivelmente certeiro. Isto para só citar os que mais me encheram o umbigo.

Em nome do direito de resposta publica-se o e-mail do sr. MM


Oh Nuno, és mesmo um tonto. Para tua informação, a teoria dos 5W é cada vez mais a dos 5W+H (o how…). Quanto às pessoas “irem ao teu site, verem de graça e verem se quiserem”, penso que deve ser mais um daqueles sintomas de um português mal dominado (o teu texto está carregado: “Homo sexuais”; “antes de ontem”; “principio”; “regars”; “neurómio”…) Mas fica sabendo uma coisa: o teu texto, a partir do momento em que é divulgado (mesmo na internet) está sujeito a todas as regras dos códigos penal e de processo penal – tal como os jornais. Ou seja, também ao artigo sobre difamação e relacionados. Uma coisa devo reconhecer: tiveste a coragem de publicar a minha resposta – ao contrário do Alexandre do blog ilhas, que apesar de ter feito uma actualização no sábado às “17:48 em ponto”, não se dignou colocar a minha resposta ao seu texto sobre o assunto, enviada na sexta-feira da parte da tarde. Isso, de resto, pode dar origem a uma interessantíssima discussão sobre o “direito de resposta” na internet (não está na teoria dos 5W, mas é um aspecto fundamental do jornalismo…). Nuno, convém uma precisão fundamental: o meu artigo, ao contrário do que escreves (que Manuel Moniz “confundiu Homo sexuais com pedófilos”) não fala de pedofilia nem relaciona homossexuais com pedofilia – e, de resto, o que está a ser julgado em Ponta Delgada não é a pedofilia. Esse é um conceito do foro psiquiátrico, penso eu, e não compete aos tribunais julgar isso – a não ser que venha a ser um argumento da defesa para ilibar os seus clientes como doentes. O conceito de pedofilia é o “desvio sexual que consiste na atracção do adulto pelas crianças”. Nunca abordo isso no meu artigo a não ser numa situação bem específica e quase à margem do resto do texto. Falo, isso sim, de “abuso sexual de crianças e actos sexuais e homossexuais com adolescentes”, que é o que está a arrasar S. Miguel. Sei que não tens obrigação de dominar a língua portuguesa a esse nível – afinal de contas a tua profissão não o exige. Mas então, ao menos, não escrevas asneiras – e muito menos de uma forma ofensiva. Se eu amanhã te chamasse um “Imenso Bloco de Merda” no Diário dos Açores, o que será que tu farias??? Tu não só me chamas isso, como agora já é ao quadrado (não resisto: continuas fixado no meu rabo mas agora puseste os óculos?) Lembro-te de novo: se não queres estar sujeito às regras legais, então guarda os teus textos só para ti…

17 de janeiro de 2004

Grande fraude

"Vivemos no meio de um logro colossal, de um mundo desaparecido que algumas políticas artificiais pretendem prepetuar."
Viviane Forrester - Le Monde

16 de janeiro de 2004

cabecinha IBM ao quadrado

O senhor Manuel Moniz respondeu assim:
“Que rica maneira de se referir a alguém, caríssimo Nuno, sua mente brilhante. O máximo da educação, sem dúvida. O chá devia estar estragado, certamente. Olhe, Nuno, estes popularismos ficam-lhe muito bem, de facto têm tudo a ver com a sua fama em Ponta Delgada! Quanto à teoria dos 5W, teria muito gosto que me ensinasse. Já agora, coloque-a aí no seu blog para todos nos deleitarmos… Olhe, só uma precisão: quando diz que eu sou um imenso bloco de merda, tem toda a razão, mas o seu problema é de perspectiva: você não estava a olhar para a minha cabeça, mas sim para o meu traseiro no preciso momento em que eu estava a obrar... Está esclarecido? (Como penso que a sua recente fúria contra o meu rabo se deve ao artigo sobre homossexuais, aconselho a pedir ao Alexandre do blog das Ilhas o meu comentário. É PRECISO SABER LER ANTES DE ESCREVER! Bom, e fica o desafio: coloque esta resposta no seu blog (será que é um sistema contemplado pela tal lei dos 5W?)...
DIÁRIO DOS AÇORES
O mais antigo quotidiano dos Açores
Fundado em 1870
diario@da.online.pt
http://www.da.online.pt”


A blogosfera Regional, com todo o seu rigor e profissionalismo, já começou a incomodar alguma classe jornalística. Vejam a resposta do aprendiz de Jornalista e aspirante a director de Jornal, Manuel Moniz ao meu post de antes de ontem.
Acreditem meus amigos. O MM que ao que dizem é Jornalista, não conhece e nunca ouviu falar da teoria dos 5W. prometo esclarecer.
Bem! Eu não sou Jornalista muito menos professor de Jornalismo mas aprendi este princípio básico do Jornalismo com Manuel Jacinto Andrade ou com Osvaldo Cabral, não posso precisar. Contudo, sei que foi na disciplina de Jornalismo no meu 10º ano de escolaridade na Escola Secundária Antero de Quental. Nunca mais o esqueci. Não é necessário beber chá para não esquecer os princípios mas, por puro acaso, bebi e bebo muito, sou um grande apreciador da secular bebida. O Sr. Moniz não tem obrigação de saber. Eu até fui criado com muito chá. A minha Família era produtora e ainda é da preciosa folha de camélia sinensis. Ao invés sou abstémio o que me permite uma enorme clareza de ideias independentemente da hora do dia.
Embora o pudesse fazer, afinal não sou Jornalista. Quando leio uma noticia ou um artigo escrito por um Jornalista, busco quase automaticamente a resposta a este principio básico.
No caso do artigo do Sr. Moniz que confundiu Homo sexuais com pedófilos e outras confusões, além de mal escrito não está provido de qualquer rigor jornalístico.
Eu posso “blogar” ou “postar”, como quiserem, usando o palavreado que entender, para cá virem vêem de graça, vêem se quiserem e sabem que este é um “blog” generalista e totalmente da minha responsabilidade. No caso do sr. Moniz, ele tem que responder perante o seu director e perante o seu sindicato, e perante as mais elementares regars da ética jornalística.

P.S quanto à regra dos 5W puxe pela cabecinha que talvez chegue lá. Mas não pense muito que este último neurómio quase afogado em bosta com M pode pifar de uma vez para todo o sempre.

Foguetabrase- O mais antigo Blog dos Açores e um dos mais antigos de Portugal, Livre, umbiguista, pessoal e intransmissivel, directo, sem papas na lingua, reserva-se o direito de ser LIVRE.

Crianças gordas

A visão de ontem ,mas que nos Açores só recebemos hoje, traz uma primeira página dedicada às crianças gordas. Até parecia propositado e no seguimento do meu post de ontem.
Já não há empresários interessados em abrir "tascas" que vendam bifanas e pananiscas de bacalhau??

15 de janeiro de 2004

O perigo amarelo?

Comunidade chinesa residente em Portugal quintuplicou em dez anos.
Se eles continuarem a fazer boa comida a preços baratos não tarda decuplicam e nós passamos a ter que ir a restaurantes de luxo se quisermos comer iscas com elas e caracois.

14 de janeiro de 2004

Cabecinha IBM

O aprendiz de jornalista Manuel Moniz tem sido alvo de ataques ferozes por parte de uma ampla parte da Blogosfera Regional e Nacional. O aprendiz de Jornalista, que ainda não chegou á parte da matéria que é a teoria dos 5W, tem sido injustamente criticado. Afinal de conta quem não sabe é como quem não vê e Manuel Moniz não tem culpa de não saber. Manuel Moniz tem mesmo uma cabecinha fina, aquilo a que se pode Chamar uma cabecinha IBM.

Imenso
Bloco de
Merda

13 de janeiro de 2004

Limite. procura-se

Menor esfaqueia contínuo (auxiliar de acção educativa) em Ponta Delgada
13-01-2004 11:13
Um jovem de quinze anos agrediu, ontem à tarde, um auxiliar de acção educativa da Escola Secundário Antero de Quental em Ponta Delgada.
É noticia, sem dúvida.
Este mesmo Rapaz, aprendiz de homicida há três meses tinha só 15 anos.
Se, por puro acaso, andasse a sair à noite com uma executiva de cinquenta anos, com falta de uso que lhe pagava uns Jantares e uns passeios num bom Carro, Passava a ser um menino vitima de abuso Sexual de menores???????

11 de janeiro de 2004

fogotabrase ou foguetabraze?????

Fogo te abraze, assim é que devia ser em bom português mas o meu amigo Rui, que ainda não tem um Blog anda a chatear.me a cabeça desde o inicio sobre a escrita fonética da expressão que deu origem ao nome deste meu diário intimista ás vezes, umbiguista outras vezes, generalista sempre.
Assim, porque estou em dia de mudanças, muda-se a forma de escrever o nome do blog.
foguetabraze

Relembrar o Manifesto Editorial do fogotabrase

2003-06-25
Tive dúvidas cometi erros na concepção e acabei fazendo um disparate. o blog açoreanissimo desaparece e dá lugar a este novo blog. Para quem não sabe, "fogotabrase" é uma expressão muito açoriana que quer dizer " vai morrer longe" ou "vai chatear o Camões". ou "vai lamber sabão" ou pior que tudo " vai beijar o Saramago que ele cheira mal da boca".

Prometo não deixar passar uma.

Peixe graúdo à solta

Cara Ana, é indispensável esclarecer a minha preocupação no post de ontem e que se referia ao teu, momeadamente ao artigo do Ricardo Felner que deste a conhecer.
Em primeiro lugar entendi esclarecer e chamar à atençao para as imprecisões e faltas de rigor que o jornalista plasmou no artigo.
Eu sei que tu sabes que eles sabem, que toda gente sabe a que peixe graúdo esta gente e estes Jornalistas (ou jornaleiros) se referiam. Contudo, também sabemos que alguns dos "bacalhaus" que se diz andavam metidos em crimes de pedófilia, não passam de homossexuais, que engatavam rapazes e não miúdos, na Av. Litoral de Ponta Delgada e no Centro Comercial da Baixa Ponta Delgadense.
Da Homossexualidade à pedofilia vai uma grande distância.
Não sou Homossexual (parece que não há dúvidas a esse respeito?) mas tenho amigos que o são e alguns deles estão de forma encapotada, nomeados nas noticias publicadas nos últimos dias, não me parece que sejam pedófilos ou que andassem a frequentar a Garagem do Farfalha. Têm dinheiro, Bom gosto e inteligência suficientes para, a quererem, irem fora tratar das suas fantasias sexuais.

10 de janeiro de 2004

«Estou cada vez com menos pachorra para aturar este Estado e por isso quero uma autonomia mais avançada, para os senhores de lá não se incomodarem connosco e nós não nos incomodarmos com eles», Palavras de Alberto João Jardim. Caro Dr. Jardim aproveite então a proximidade do carnaval e vá para o Raio que o Parta. Fogotabrase

E o Peixe Graúdo?

A Ana chamou a atenção no post de hoje para um artigo de opinião do Ricardo Felner no Público que depois de lido revela a forma leviana e incompetente como os Jornalistas Portugueses (do Cotinente) têm tratado estes assuntos. Bem mais sensata foi a Comunicação Social dos A?ores.
Os erros do R.D.F no artigo demonstram que na universidade onde andou não se ensinava ética ou então o menino não aprendeu nada, nem a teoria dos 5W, elementar regra do bom jornalismo, aprendeu. De facto, o "Mário Rocha (empresário conhecido por raspas)" que RDF refere ?, é na Verdade o conhecido Mário Jorge Costa, conhecido empresário que vendia e distribuía Jogo Instantâneo, também conhecido por Jogo do Raspa e que é uma edição da Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, e é de facto um peixe graúdo.

O Fernando "Tet?" [vendedor de automóveis], ? nada mais nada menos do que o Fernando Cordeiro, conhecido por Tété, um influente construtor civil. Não é isto Peixe Graúdo?


O "Chico Banana" [construtor civil], é nem mais nem menos do que Eduardo Benevides, conhecido Comerciante de automóveis, Agricultor e Proprietário de uma Rent' a car, conhecido por "Chico das Bananas". Pavoneava-se pelas ruas de Ponta Delgada e Lagoa em exuberantes Automóveis Topo de Gama. Não é Peixe graúdo?
Então o que é o Peixe graúdo?

9 de janeiro de 2004

Os estremos tocam-se

na mais ocidental das ocidentais praias lusitanas, para lá da plataforma continental Europeia, no ponto mais a oeste dos Açores a blogosfera anda a medrar, o novo Café do Gil promete dar que falar.

Há pouco em 103.2 FM do Asas do Atlântico Rádio

Clube Asas do Atlântico
5 minutos de Blogs 2004.01.09


5 minutos de Blogs, hoje por ser o primeiro, vai fazer uma especial referência à “ Blogosfera” Mariense.
13 Blogs criados no espaço de menos de 1 mês. É obra.
É obra grande. Contudo, o que me espanta ainda mais é a qualidade que se encontra, muito embora vivamos numa população de 4900 habitantes onde a nível de formação superior é um privilégio de uma meia dúzia de locais e mais três meias dúzias de flutuantes . É Obra mesmo.

O Olhómetro. Um blog colectivo e generalista como é o caso, deve ser isto mesmo um olhómetro sobre o nosso mundo, onde não temos todos que concordar uns com os outros e onde a maioria das vezes tratamos de temas que dizem qualquer coisa a toda a Gente. O Olhómetro, neste novo formato, sendo memos corrosivo, menos brejeiro, menos arrogante está a incomodar muito mais a classe politica e dirigente da Ilha do que quando não lhe era atribuída qualquer credibilidade, salvo raríssimas excepções, por se tratar de uma guest book de personagens de ficção.

Post do BlogamachoÈ da Idade, Incisivo, irreverente, bem apresentado, uma template espectacular, o Blogamacho tem tocado nas feridas abertas pela Policia de Santa Maria e pelas autoridades administrativas que regulam o Trânsito, neste caso a CMVP e a SRHE

O Blogamacho é já lido no Brasil, foi encontrado num apontador dos mais actualizados blogs e admirado.

Te vi nos mais atualizados e estou conferindo aqui, legal seu template, quer saber como tirar aquele banner do blogspot? tem a explicação no meu blog.
Bem informativo o seu blog, achei legal a entrevista sobre a blogesfera. Pelo seu modo de escrever, vc é de portugal?
bjs e boa sorte

Passando ao Mundo complexo do Caveirinha.
O Caveirinha vai rematar este cinco minutos de blogs de hoje com uma posta muito interessante que conclui e arruma definitivamente as dúvidas e as incertezas sobre as causa do aparecimento de tantos blogs em Santa Maria.
Prestem a vossa atenção

E assim vai a Blogosfera Cagarra, de saúde, produzindo muito e bem e a incomodar muita Boa Gente.
Vai haver novidade no pasquim da aldeia, houve ofensa por aquelas bandas.
O melhor é começarem a blogar porque se nos vão responder daqui a um mês, temo que transformem o V. Jornaleco numa espécie de 5 páginas de Blogues.

E Má nada.

provas não faltam

Eu bem dizia que havia nesta coisa da garagem do Farfalha, muita personagem importante. Querem mais provas porra. Prendam o pato Donald!!! O gajo tem três sobrinhos menores a viver com ele. Isto é muito perigoso.

Nota da redacção: Esta imagem foi captada por uma inspecção da Delegação de saude da Lagoa.
Fogotabrase!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sou Mariense

O Soumariense nasceu, segundo o e-mail que me enviou e já agradeci, depois de ouvir o nosso programa de hoje, veio ao fogotabrase e resolveu iniciar um blog. Mais um na Blogosfera endémica da Ilha de Santa Maria, "They are mushrooming ".
Hoje chamaram-me o Pai da "Blogosfera Cagarra", modestamete declinei tão alta classificação. Mas como sou um enorme opositor da Hipocrizia e da falsa modéstia devo confessar que além de satisfeito e lisonjeado me sinto o pai deles, o pai dos bloguistas cagarros.
Em Santa maria podem fazer-se muitas coisas boas com estas pessoas, elas só necessitam de um impulso, depois até nos ultrapassam.

8 de janeiro de 2004

Niguém quer mudar as regras do jogo

Caro amigo André, mesmo no passivo, gosto sempre de discutir estas coisas. Tu mesmo, agora no activo, quantas vezes no passivo as discutiste comigo no activo? Pareço a Zézinha Nogueira Pinto.
Estou de acordo contigo, também sabes que no activo estive muitas vezes em desacordo com o Sr. Pinheiro. O Sr. Pinheiro tem ideias de esquerda e um discurso dúbio, eu sou assumidamente um liberal em termos económicos e um conservador naquilo que é bom.
O tema do sistema eleitoral nos Açores é dos mais irritantes com que me debati desde que me interesso por estas coisas.
Repara: todos os partidos dizem que está mal e que é preciso mudar; todos os partidos apresentam na ALRA propostas que de ante-mão sabem não são aceitaveis nem consensuais.
Conclusão: Niguém quer mudar o sistema porque dá jeito a todos.
Por exemplo o PCP há dias apresentou um ante-projecto que na sua filosofia é muito semelhante ao que Eu e o Sr. Pinheiro e o Carteiro do Corvo (G.P do Partido Popular) apresentamos na legislatura 1996/2000. Na altura o PCP não foi capaz de concordar connosco.
Apenas uma pequena confissão: Um dia em conversa nos passos perdidos, quase no final da legislatura, quando já não havia nada a fazer, José Decq Mota disse-me que na generalidade concordava com a nossa proposta, por garantir a proporcionalidade, mas que a mesma assentava no aumento no número de deputados e na criação de um 10º circulo eleitoral para aproveitamento dos votos sobrantes e que isto não é aceitável pela grande maioria da opinião Açoriana.

Ainda há Director Regional das Florestas?

"Violação de normas sobre a assunção de despesas públicas ou compromissos e adiantamento por conta de pagamentos em casos não expressamente previstos na lei (responsabilidade sancionatória) são as eventuais infracções financeiras cometidas pela Direcção Regional dos Recursos Florestais e apontadas pelo Tribunal de Contas.
Duas infracções decorrentes da prática de actos por aquela entidade governamental, que foram objecto de auditoria por parte do Tribunal de Contas, no âmbito da contratação pública de bens e serviços bem como de empreitadas de obras públicas, conforme consta do relatório do TC " in Correio dos Açores.

Nos Açores é assim, sempre foi, os membros do Governo e detentores de cargos públicos demitem-se por boatos sobre as suas vidas privadas, mas ficam de pedra e cal quando comentem erros grosseiros na gestão da coisa pública. é caso para dizer.Fogotabrase

Carta anónima de autor desconhecido

Caros Senhores Juiz Teixeira e Procurador Guerra

Chegou-me há pouco à caixa de correio electrónico uma mensagem do além que sugiro V.Exiª juntem ao processo CP , só indico as iniciais porque para proferir o nome da mais enxovalhava Instituição Portuguesa depois da Justiça necessitava ter tomado uma generosa dose de comprimidos para o enjoo.
Transcrevo:
O remetente anónimo foi identificado pelos Irmão Dupont et Dupon (ver TimTim e as Jóias de Castafiore) como autor desconhecido.
O Sr. Cardeal Cerejeira foi identificado por um aluno da CP como tendo estado na casa do Dr. Salazar que tinha como hóspede o D.João II e estavam a comer à má fila os sete anões enquanto a branca de neve passava a ferro o Peter Pan. Chegou o Super Pai que andava desnorteado porque o Rato Mikey tinha caçado no parque Eduardo VII o marquês de Pombal com a Liliput em cenas que só o PIPI tem coragem para descrever.
O que o puto sabe é que o D.José I e o Capitão Gancho têm ambos uma cicatriz no pénis que terá sido causada por uma dentada do Capuchinho Vermelho. Entretanto Rosa casaco foi a Espanha com O General Delgado, para irem participar num torneio de tiro aos pratos e passando por Elvas, conheceram uma tal Margarida que se ofereceu para lhes arranjar uma boa noite com os Sobrinhos do Pato Donald.

Nota: A minha mulher disse-me para eu mandar esta mensagem para a reciclagem do Windows XP mas eu achei que por se tratar de uma carta anónima poderia ser importante para o processo. Afinal os personagens citados são ilustres figuras da nossa sociedade. Se fossem outros ia tudo direitinho para o caixote do lixo.
Com os melhores cumprimentos deste cidadão exemplar
Nicolau Maquiavel

Bloguemos e má nada

“Os poetas do século vinte não escrevem livros. Arman-se em cantores e soltam gritos de rebelião” li isto algures numa contra-capa de um disco dos UHF dos anos 80. Nunca mais esqueci esta frase da autoria do vocalista do Grupo.
Hoje ao sair do ASAS do Atlântico depois de hora e meia a falar de blogs e blogosfera em Santa Maria e não só, apenas me lembrava daquela frase sábia do António Ribeiro. Ao tentar postar sobre a hora e meia que estivemos a conversar, Eu o Paulo Parece o Caveirinha o Tony Monteiro , o ET e o anfitrião Celina, só consigo dizer isto:
Os filósofos do século XXI não escrevem livros. Blogam!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

7 de janeiro de 2004

O Reino dos Açores RSFF

A resposta do Pedro de Mendoza Arruda Oliveira Rodrigues, ao meu post de ontem sobre a Real Assocoiação merece muito cuidado e atenção. Não quero melindres, e entendi perfeitamente o equivoco em que o Pedro se embrulhou. Fiz orelhas moucas e o resultado quase ia dando em ofensa. Tenho que voltar ao tema da Monarquia, mas agora vou para o ASAS do Atlântico participar num debate, mesa redonda ou lá o que é que vai ser sobre weblogs. O tema segue dentro de algumas horas

6 de janeiro de 2004

real associação

A pedido de várias famílias vou desenvolver a questão das convicções monárquicas. O Pedro Arruda pede-me que desenvolva o tema da Real Associação das Ilhas dos Açores. Pois é, caro amigo, (posso considerar-te amigo? Não posso? pelo menos um amigo blogosférico), tu que até devias saber que existe um pretendente ao trono, que até devias saber que existe uma Causa Real, tu que até devias saber o que são as Reais Associações, não sabes. Imagina os outros, os que não têm apelidos De Mendoza ou Oliveira Rodrigues ou Arruda. Estes últimos não sabem mesmo nada, são uns ignorantes completos.
A Real Associação das Ilhas dos Açores é uma Associação cívica com sede em Ponta Delgada, e é uma das muitas reais associações que por este país fora deveriam estar a trabalhar para a restauração da monarquia em Portugal. Mas não estão. E não estão porque quase todas são lideradas por monárquicos históricos ou filhos de monárquicos históricos ou monárquicos com demasiadas convicções que não permitem a penetração de novos convictos, novos filhos de convictos ou mesmo dos chamados monárquicos por razões estéticas, os que Eu apelido de “monárquicos cor-de-rosa”.
Eu acho que a monarquia é um bom sistema de representação de uma nação, ninguém, além do Rei Leão (you born to bee a King ou na versão dobrada “nascestes para ser Rei”) nasce para ser Rei mas todos, quase todos, são educados para serem Reis e o resultado está à vista.
Quase todas as monarquias Ocidentais têm uma enorme penetração na esfera das influências Internacionais. Por isso, a America’s Cup, como tu próprio o disseste, não se vai realizar em Portugal mas em Espanha.

Pela fresquinha

Logo de manhã, bem pela fresquinha, um conhecido aborda-me no café e pergunta-me pela coligação PSD/CDS, respondo entre uma dentada na sandwich de Queijo de São Jorge e um golo de café que, estou muito desligado do CDS e que não tenho ligado muito à política Regional blablablabla… Não desgrudou conversa de circunstância atrás de conversa de circunstância e vai dai pergunta-me pela Real Associação das Ilhas dos Açores. O Individuo acha mesmo que eu ando envolvido nestas coisas. Anda um tipo preocupado com os negócios em pagar as facturas no fim do mês e vêm estes cromos falar de politica. Mas lá respondi, não sei nada, o Miguel não tem feito grande coisa. Sabes – continuei - Eu acho que não se chega à monarquia por via das reais associações nem dos monárquicos convictos, para lá chegar só se for através das revistas cor de rosa.
Sim a monarquia hoje , mais do que uma convicção é uma questão estética.

2 de janeiro de 2004

posta restante

Posto e não posto .
Gostava de postar mas não posto.
Posta restante.
Aposto que não posto
a bosta da posta
que tenho para postar.
Posto bastante sem postar.
Quase não posto.
Aposto que não gosta
da posta que posto.
Posto para mim.
Posto porque gosto.
Não posta, aposto
Porque sim
Porque tem medo
Da bosta da posta
Aposto que sim.

Arquivo do blogue