11 de novembro de 2008

Anibal Craveiro Cavaco Lopes da Silva

O indiscutível Presidente da Choldra a que chamam república Portuguesa, abriu finalmente a boca para se pronunciar sobre a escandaleira que foi um claro e inequívoco bloqueio ao bom funcionamento das Instituições Democráticas na Região Autónoma da Madeira.
Entre outras pérolas de retórica que denotam a ignorância de Cavaco Silva em questões de direito constitucional, destaco esta:
O Presidente da República, nem mesmo o representante da República "têm quaisquer competências legais ou constitucionais para interferir no funcionamento da Assembleia Legislativa", tal como o chefe de Estado também não tem qualquer competência legal ou constitucional para interferir no funcionamento da Assembleia da República.
Obviamente, Cavaco fala assim porque sabe que uma larga maioria dos Portugueses (que até votou nele) não se interessa minimamente com as questões de garantia do funcionamento das instituições democráticas, uns, maioritáriamente por ignorância, outros poruqe, simplesmente se estão a "borrifar" para a democracia. Ou como diz o outro, isso não dá Pão.
Contudo, perante uma franja mais bem informada e formada da população esse é só mais um episódio a confirmar a pobreza de carácter e a total incapacidade para exercer as funções que democraticamente lhe foram confiadas.
Cavaco, entrará para o anedotário nacional substituindo assim o General Craveiro Lopes e a sua ingénua Gertrudes. Ahhhhhhhh! Já nnguém se lembra de Jorge Sampaio que, disolveu um Parlamento com uma maioria devidamente constituida e onde a estabilidade política nunca esteve em causa só porque... Enfim porque sim.

7 comentários:

Papio cynocephalus disse...

em vez de querermos este estatuto, porque é que não concentramos esforços numa nova revisão constitucional?? é que já me faz "espéce"..

maugastamanhas disse...

interferir ou entrar no jogo está muito longe de dissolver ...
Sobre o comentário anterior, não é só um nem o primeiro que assim pensa. A revisão da Constituição, em todas as suas fases, não se prestava tão bem à chicana político-partidária pré-eleitoral como o Estatuto ... Mas agora fica em águas de bacalhau até daqui a 3 anos e qualquer coisa ...

Rui Coutinho disse...

Coitado do Presidente! Sem poder nem phoder.

frosado disse...

Acho q a Gertrudses era a mulher do Américo Tomas, a mulher do Craveiro Lopes acho que se chamava Berta...

frosado disse...

Acho q a Gertrudses era a mulher do Américo Tomas, a mulher do Craveiro Lopes acho que se chamava Berta...

R.Santos disse...

Perdooe-me mas, com todo o respeito, confundir competencias do Chefe de Estado com o dominio dos dossiers ´´e que revela uma ignorancia atroz.

O Sr. Presidente da Republica nao tem que dominar Direito Constitucional. Tem, isso sim, quem o assessorie da melhor forma, nesse e noutros dominios.

A Assessoria Tecnica serve para alguma coisa e ´e, muitas vezes, consubstanciada numa declaraçao, discurso, decisao. Foi isso que aconteceu com o Sr. Presidente da Republica. Revela a sua opiniao e pede o parecer. So isso. Concordando ou nao com a decisao e com o parecer ( eu incluo-me nos que nao concordam com Cavaco ) parece-me abusivo, no minimo, pensar que a sua decisao se consubstancia num estudo aprofundado da sua parte. E revela um total desconhecimento e ignorancia dos instrumentos que Cavaco tem ao seu dispor para fundamentar decisoes.

P.S. - Decerto reparara que o meu post se encontra sem acentos. Tem a ver com o meu teclado. Felizmente ainda sei escrever. Perdooe-me e ao teclado.

Obrigado.

Rui Santos

http://www.repentismo.com/

R.Santos disse...

Falei cedo de mais relativamente aos erros. Escreve-se "Perdoe-me" e n~~ao "perdooe-me".

Arquivo do blogue