14 de janeiro de 2011

Está tudo bem mas...

...Faial e Pico baixam à condição de Ilhas da Coesão.

8 comentários:

cefaria disse...

O reconhecimento de que as economias destas duas ilhas não tinham a capacidade que o César dizia ter e as deixou em lume brando para inconscientemente se afastarem do pelotão da frente.

Anónimo disse...

Há anos que lá vou em trabalho e verifico que estas duas ilhas estão a definhar. Então o Faial é social e politicamente um desastre.Vai acabar como Santa Maria...um calhau abandonado!

Anónimo disse...

Não fosse Carlos César, muita gente a esta hora estaria a cavar batatas ou a apanhar roca nas ribeiras e grotas para comer!

Querem voltar ao tempo do Mota Amaral, quando Ponta Delgada estava cheai de pedintes que vinha de autocarro todos os dias de manhã?

Querem voltar ao Comunismo, seus pategos?

Anónimo disse...

O nível crítico, o espírito cívico e a isenção destes comentadores, fazem ter a esperança que Nossa Senhora de Fátima virá para fazer deles seus filhos!

Continuemos a desejar que tudo , da parte deles , se mantenha, para que alumiem , com o seu semblante e sabedoria, este nobre povo!

Anónimo disse...

Os Açores estão como estão, com um polo desenvolvido e as outras ilhas atrasadas, à conta do Faial.

Não foi o Faial que fez caixinha com S. Miguel, nos tempos aureos de Mota Amaral, enquanto se arquitectava «esta» autonomia?

Está ter o que merece.

Anónimo disse...

Pela craveira demonstrada nas participações- não, não são trogloditas!

Anónimo disse...

Mais duas ilhas sem tesão.

Anónimo disse...

o Pico, segunda maior ilha em área e até à bem pouco tempo terceira em número de eleitores foi, quase todos os anos, quinta ao nível de investimento pelo governo.
O processo de desertificação nos últimos anos foi avassalador e nem quero imaginar a realidade que os censos 2011 vão trazer à luz do dia...

Arquivo do blogue